Pular para o conteúdo principal

Tudo quanto pedir Deus fará?


sobre-os-pes-de-meu-pai

Não é raro termos dúvidas acerca de orações não respondidas pelo nosso Pai Celestial. Principalmente quando nos deparamos com situações quejulgamos incompatíveis com nossa posição como filhos de Deus. Uma doença que alcança um ente querido, uma catástrofe que assola o que construímos com afinco, lutas inexplicáveis que nos colocam em situações de fragilidade e medo.
Ao buscarmos nosso Pai nessas ocasiões gostaríamos de ter certeza de que Ele está nos ouvindo e nos irá atender. Procuramos, então, refúgio em promessas que encontramos na Bíblia, na certeza de que, com elas, teremos vitórias. Um dos ensinos de Jesus comumente utilizados é aquele, em que Ele ensina os apóstolos, durante sua última ceia, dizendo:
“E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.” Jo. 14:13
De posse dessa declaração, do próprio Cristo, podemos nos sentir tristes e confusos quando insistimos em oração, dizendo claramente que oramos em nome de Jesus, e não somos atendidos. Afinal, o que Jesus falou é claro: tudo quando pedir em meu nome eu o farei!
O que precisamos meditar é sobre nosso papel quando estamos pedindo algo em nome dele, de nosso Senhor e mestre. Ao pedirmos algo em nome de outrem estamos representando aquela pessoa, ou seja, pedindo exatamente aquilo que aquela pessoa pediria. Não adianta apenas inserirmos ao final de um pedido “em nome de fulano”, que automaticamente aquele pedido está de acordo com a vontade de fulano.
Portanto, pedir em nome de Jesus é representar a Jesus em um pedido, tendo a plena convicção de que aquela é a vontade dele. Se estivermos totalmente alinhados com Jesus, nosso pedido encontrará eco no coração dele, e o Pai nos atenderá de pronto. Caso contrário, nosso pedido não será em nome dele, mesmo inserindo seu nome na petição.
Mas, e quando não soubermos a vontade dele? Não podemos orar? Certamente que podemos! Podemos e devemos, mas será uma oração de suplica, que certamente será ouvida, mas nem sempre atendida. Lembram-se da insistente petição de Jesus ao Pai?
“E [Jesus] disse: Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres.” Mc 14:36
Jesus sabia que todas as coisas eram possíveis ao Pai. Até mesmo livrá-lo do momento que se aproximava: sua morte na cruz. E clamou... clamou por 3 vezes. Ao final, não tendo sua súplica atendida, corajosamente cumpriu a vontade de Deus.
Que possamos representar Jesus ao pedirmos em seu nome e sermos corajosos para atender diligentemente a vontade do Pai, mesmo que não seja a nossa.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pedras ou tijolos?

Quando se constrói uma casa hoje em dia, qual o material básico para levantar as paredes? Certamente são os tijolos. Tijolos são feitos em larga escala, obedecendo uma padronização de tamanho que facilita a construção e a torna mais rápida e eficiente. Imagine se você fosse incumbido de construir uma casa de pedras. Inicialmente deveria procurá-las, pois não são fabricadas. Depois de juntá-las seria necessário estudar onde encaixar cada uma, pois são de tamanhos e formatos diferentes e quando melhor encaixadas menos massa entre elas. Seria penoso carregar pedras grandes, trabalhoso usar as pequenas para tapar frestas; é uma obra realmente demorada!!! Muito mais rápido e prático construir com tijolos, não?

Pedro fala um pouco sobre a edificação da igreja comparando com a construção de uma casa. Fica claro a matéria-prima que o Pai usa em sua construção: pedras vivas. Os grandes empreiteiros da fé, na pressa de construir “suas igrejas” aprenderam que se constrói mais rápido com tijolos, …

Igreja nos lares?

Existe um movimento crescente chamado igreja nos lares que vem tomando espaço na mídia, além de preocupar líderes de igrejas tradicionais baseadas em templos religiosos. Esse movimento tem como essência uma tentativa de retorno à prática da igreja do primeiro século onde, segundo afirmam, as reuniões aconteciam nas casas.
É possível perceber um aumento significativo no número de cristãos que se sentem incomodados com o rumo que a igreja institucional tem tomado. Esse incômodo se manifesta de diversas maneiras, desde a desistência da fé até a busca de um grupo "mais verdadeiro", parecido com a igreja primitiva; com infinitas possibilidades entre esses dois extremos. Talvez ai comece um dos problemas da chamada igreja nos lares: a frustação e a falta de perdão. Vou falar sobre isso um pouco mais adiante. Por ora falemos da igreja primitiva e de como ela se reunia:
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegri…

Adore a Deus, ame as pessoas e use as coisas

"Adore a Deus, ame as pessoas e use as coisas" Autor desconhecido

Essa frase curtinha está sempre em minha mente norteando decisões e relacionamentos. De uma forma bem resumida ela é capaz de colocar em ordem as minhas prioridades e corrigir minhas motivações. Algumas variações que a gente vê por ai:
"Use a Deus, adore as pessoas e ame as coisas"
Essa é para os que usam a Deus para alcançar seus objetivos na vida, quer sejam financeiros, emocionais, de saúdes, psicológicos, etc... Normalmente cultivam grande ídolos: "óh, o pastor fulano orou por mim para eu receber a benção...". Amam receber as coisas que buscam em Deus e elas tem grande importância na vida, inclusive mostra que não estão em pecado. Ex.: "Deus está me fazendo próspero e saudável, isso quer dizer que não estou em pecado'.
"Ame a Deus, use as pessoas e adore as coisas"
Essa é para os que amam a Deus, pois os salvou da perdição eterna e são eternamente gratos. Usam as pessoas…