Pular para o conteúdo principal

O que é Igreja?


"Agora já não há judeu nem grego, nem escravo nem livre, nem homem nem mulher, pois todos são um em Cristo Jesus" Gal.3:28

Assim surgiu a comunidade cristã, sem distinção de classes, hieraquias ou castas, em uma sociedade totalmente hierarquizada, onde ainda era aceita a escravidão. Já imaginaram um escravo orando por um soldado romano? Ou quem sabe esse mesmo escravo compartilhando a palavra ou pastoreando uma congregação? Impossível? Não de acordo com Paulo.

Esse relacionamento entre os que seguiam a doutrina de Jesus foi chamado de koinonia, palavra grega que significa comunhão ou em linguagem secular: ter tudo em comum. De fato a sociedade da época foi impactada pois entre os discípulos "não haviam necessitados" e os que viviam para Cristo tinham "tudo em comum", citando parte do livro Atos dos Apóstolos. Muitos se ajuntaram a igreja apenas pelo testemunho de amor entre os discípulos, cumprindo o que Jesus disse em sua oração: seríamos conhecidos pelo amor que temos um para com o outro. Esse grupo de pessoas que viviam em comunhão foi chamado de ekklesia em grego e em português igreja.

Esse nome não estava ligado a nenhuma religião, nem mesmo a congregação judaica que também se reunia regularmente. Ekklesia era o nome dado a assembléia popular grega onde as pessoas se reuniam para votar e exercer seu papel como cidadão. Da mesma forma a Ekklesia, assembleía dos santos (igreja) era o ajuntamento daqueles que seguiam a Jesus, para exercerem seu papel como cidadão do Reino de Deus. "Perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor, e muitos prodígios e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum." At.2:42-44

O nosso chamado como discípulo é para exercermos nosso papel como cidadão do Reino de Deus. Não somos ouvintes, mas participantes. Paulo também compara a igreja com um corpo. Já imaginou se uma parte de seu corpo decidesse não mais fucionar ou ser apenas um espectador? "Eu sou a perna, mas não quero andar não! Quero fazer parte do corpo, mas não quero ter trabalho." Ou quem sabe: "Cansei de enxergar, quero apenas enfeitar o rosto com minha presença." Bizarro? Nós somos corpo, igreja e vivemos em comunhão.

Que o Espírito Santo inspire a cada discípulo de Jesus espalhado pela terra a exercer seu papel como cidadão do Reino de Deus.

Comentários

  1. De fato esta é a igreja...Infelizmente por razões históricas e espirituais hoje começa a ser difícil identificar o corpo de Cristo espalhado pelas associações (igrejas) espalhadas pelo mundo. Patindo deste pensamento foi que criei um curso sobre as Epístolas Gerais na Unifil Virtual... Se tiver interesse ali nós abordamos estas cartas histórica e literariamente com a finalidade de buscar a mensagem que o Senhor tem para nós acerca de andar no mundo como peregrinos e como lidar com falsos mestres/profetas. Abraço Marcos.

    ResponderExcluir
  2. Olá Tarciso,

    Se aparecer por aqui novamente deixe o link do curso.

    Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou? Comente!
Não gostou? Comente também!

As mais lidas dos últimos 30 dias

Competição "santa"

O tempo passa rápido! Estou perto dos 40 anos e lembro-me como se fosse ontem quando tinha 20. Com anos passados é normal acumularmos algumas bagagens: conhecimento, experiências, manias, coisa boas e ruins. Na virada deste ano, 2009 para 2010 completarei a "maioridade cristã". Estarei comemorando 18 anos de adoção, 18 anos que o Pai lá do céu me adotou em Cristo. O tempo decorrido não quer dizer muita coisa, afinal crescer no conhecimento de Deus não é natural, demanda relacionamento, renúncia, crucificação do ego e seus desejos. Muitos passam anos no cristianismo, mas continuam sendo governados pelo seu ego e suas vontades, como um bebê, que pensa que o mundo gira em torno de suas necessidades.

Nesses 18 anos de adoção muita coisa em minha vida mudou, principalmente a forma como enxergo o próximo, seja ele da mesma família celestial ou não. Já estive em uma congregação no início de seus trabalhos e a vi crescer assustadoramente, já estive também em grandes congregações em p…

Jesus na célula

Foi um encontro inusitado. Jesus estava passeando pelas ruas de Brasília, passou pela rodoviária do Plano, aquela multidão, ninguém o reconheceu. Viu um jovem a passos largos, bíblia embaixo do braço, se aproximou: - Olá rapaz! Jesus aborda o jovem que apressa ainda mais o passo.
- Olá moço. Desculpe, estou com pressa. O jovem demonstrou desgosto pela interrupção do estranho.
- Tudo bem, eu que me desculpo pela interrupção. Jesus conhecia os seus pensamentos. Você está indo a algum lugar especial?
- Estou indo para a igreja!
- Indo à igreja?
- É! Frequento a Igreja Pentecostal dos Milagres de Jesus... Pô, eu estou com pressa, o culto já começou, dá para dar licença. O jovem quase começa a correr, tentando se esquivar daquela situação desagradável com o estranho. Alguém que aborda o outro na rua, não deve ter boas intenções.
- Igreja Pente... (imagine a cara de Jesus nesse momento). Posso ir com você?
- Ãããã... Vamos, não tem problema. Mas ai se alguém perguntar você fala que frequent…

Jesus não era evangélico

Fico a conjecturar, se houvesse um retrocesso na história e Jesus voltasse novamente, não entre nuvens do céu na parousia em poder e glória, mas, novamente como o singelo profeta da Galiléia, e visitasse as zilhões de igrejas espalhadas pelo planeta que se intitulam cristãs, se Ele seria simpatizante de algumas das denominações instituídas do nosso tempo. Com certeza os “conheço as tuas obras” e os “tenho, porém, contra ti” sobre esses agrupamentos ditos evangélicos, atingiriam dimensões colossais.
Ora, Jesus, uma vez entre nós outra vez, certamente usaria da mesma sabedoria que usou quando andava pela Terra, nas ruas da Palestina, não aderindo a nenhum dos postulados dessas denominações, das propostas das grandes corporações da fé e dos super conglomerados da religião, das igrejas-empresa que superestimam números, estatísticas e resultados de crescimento numérico, não se encaixando em nenhuma bitola teológica sistemática ou dogmática, não se deixando caber em nenhuma fôrma doutrinária…