Pular para o conteúdo principal

Agradeça a Deus por estar viva

Antes de ontem uma jovem foi estuprada na Avenida Arapogi, em Brás de Pina, na Zona Norte do Rio, à caminho da escola. Infelizmente, esse é um fato cada vez mais corriqueiro e, desde que não tenha ocorrido com um conhecido ou familiar, o fato parace "normal" para uma grande metrópole como o Rio.

Mas, o que é normal em uma grande metrópole? É normal termos medo ao andar a noite na rua e percebermos que iremos cruzar com outra pessoa na calçada (afinal ele pode ser um bandido)? É normal colocarmos alarmes em nossas casas, cercas elétricas e sistemas se segurança integrados interligados com uma central? É normal andarmos com 2 carteiras no bolso, uma nossa e outra para o bandido?Acho que muitos de nós acham isso normal, já que faz parte de seu cotidiano há anos.

Fato é que as relações humanas no Brasil tem se degradado nas últimas décadas. Estamos vivendo tempo de completa insegurança e aumento da criminalidade... Por que? Será que dominuir a maioridade penal resolve? Será que pena de morte resolve? Será que a educação resolve?

Acredito que qualquer mudança verdadeira inicia dentro de cada um e é repassada de geração para geração. Uma mudança cultural, que permita aos menos favorecidos as oportunidades de trabalho e vida social mínimas. Que permita que as famílias tenham condições de ensinar coisas básicas do caráter aos seus filhos. Quer favoreça a visão que a pobreza não é normal, o crime não é normal, a violência não é normal.

É normal uma mãe relatar que as palavras de consolo para sua filha, após um estupro foram: "Falei para ela ficar calma e agradecer a Deus pelo fato de eles a terem deixado viva."?

Na época de Jesus, para os judeus, era normal se apedrejar mulheres flagradas em adultério. Uma multidão apresentou uma mulher adúltera diante de Jesus, arguindo se eles deveriam apedrejá-la, já que fazia parte da lei. Jesus não apenas impediu a atrocidade, como também conseguiu gerar uma nova consciência na multidão. Certamente aqueles que queriam ver o sangue, sairam mudados, pois foram tocados em seu interior (leia a história em João 8:1-9).

É preciso não acharmos normal, aquilo que não é normal, apesar de ser corriqueiro!




Comentários

As mais lidas dos últimos 30 dias

Competição "santa"

O tempo passa rápido! Estou perto dos 40 anos e lembro-me como se fosse ontem quando tinha 20. Com anos passados é normal acumularmos algumas bagagens: conhecimento, experiências, manias, coisa boas e ruins. Na virada deste ano, 2009 para 2010 completarei a "maioridade cristã". Estarei comemorando 18 anos de adoção, 18 anos que o Pai lá do céu me adotou em Cristo. O tempo decorrido não quer dizer muita coisa, afinal crescer no conhecimento de Deus não é natural, demanda relacionamento, renúncia, crucificação do ego e seus desejos. Muitos passam anos no cristianismo, mas continuam sendo governados pelo seu ego e suas vontades, como um bebê, que pensa que o mundo gira em torno de suas necessidades.

Nesses 18 anos de adoção muita coisa em minha vida mudou, principalmente a forma como enxergo o próximo, seja ele da mesma família celestial ou não. Já estive em uma congregação no início de seus trabalhos e a vi crescer assustadoramente, já estive também em grandes congregações em p…

Deus existe? Então prove!

Já participei de uma comunidade ateísta no Orkut. Mesmo sendo cristão convicto ganhei o status de moderador após participar de uma pequena competição de conhecimento científico e teológico. Quando participava ativamente a frase que mais ouvia dos meus amigos ateísta era: “Deus existe? Então prove! O ônus da prova é incumbido àquele que afirma.” Minha resposta não poderia ser outra: “Aqueles que afirmam que Deus não existe podem provar? Afinal, quando se afirma deve-se apresentar a prova da afirmação.” Ninguém nunca provou nada, mas nos divertimos um bocado.

Fato é que Deus não quer provar a sua existência. Se Ele assim desejasse iria aparecer ao mesmo tempo a todos no planeta e dizer com voz de trovão:“Eu sou Deus, eu enviei Jesus e agora todos devem se prostrar diante dele, reconhecendo-o como Rei dos reis.” Aqueles que não se ajoelhassem seriam obrigados por Deus e voilà, estaria provado e comprovado sem sombra de dúvidas. De quebra todos estariam “convertidos” ou, no mínimo, coagido…

Aula de botânica e João 15

Fim de ano chegando e muita correria por aqui. Além de meu trabalho apertar bastante estamos com algumas programações que tem me tomado muito tempo. Isso fez com que as atualizações diminuíssem, mas cessar não (ia usar a frase "cessar jamais!!!"que ficaria bem mais forte, mas vai que um dia tenha que cessar.. heheheh)!!!

Dias atrás a Letícia mandou um e-mail para nosso grupo de contatos da congregação. Achei muito legal mesmo a leitura da parábola de Jesus que ela fez. As parábolas fazem um paralelo entre a realidade natural e a realidade eterna. Muitas vezes não entendemos toda a profundidade das parábolas simplesmente por não conhecermos em detalhes as realidades naturais utilizadas. Segue então uma aula de botânica e de crescimento no Senhor:

"Bom... Vou compartilhar algo que fez muito sentido pra mim. Quem sabe edifica mais alguém, né... Vou tentar escrever de maneira que dê pra entender. Vou tentar não explicar errado também xD E... me perdoem se escrever muito :P Qu…