Pular para o conteúdo principal

Um patamar mais elevado


O que é estar em um patamar mais elevado? Existem muitas formas de se exteriorizar um patamar acima. Algumas são amplamente utilizadas, como palcos e palanques. Quem está em um deles sente-se importante, em evidência e algumas vezes solitário e inseguro. Nas monarquias os tronos são sempre mais elevados, mostrando a superioridade do monarca e a posição de submissão dos súditos. Muitos palestrantes descem do palanque para ganhar a empatia do público, que vendo-o "no mesmo nível" tem um sentimento de proximidade. Alguns governantes também andam no meio do povo, causando estranheza. O pensamento geral é: "como pode ele (pessoa famosa ou poderosa) pode andar assim, em nosso meio? Puxa, como ele é simpático!" Tirando o perigo de um atentado o que o faz diferente ao ponto de estranharmos a proximidade? Não será o patamar onde os enxergamos?

No Reino de Deus existem patamares diferenciados? Se olhando ao redor você encontra irmãos que parecem menores ou maiores aos seus olhos, não estariam em outro patamar? Talvez por experiências vividas, pela graça recebida, por um chamado, dom ou revelação podemos nos sentir em um patamar acima daqueles que não tiveram nossas experiências. Não é raro alguns serem vistos como uma pessoa mais espiritual, mais madura e as vezes infalível! Grupos também demonstram esse comportamento. Recentemente ouvi esta frase: "Vocês não conhecem a igreja fulano de tal? A melhor igreja do Rio de Janeiro". Foi uma piada, entretanto quantos não tem esse entendimento e usam muitas justificativas para defendê-lo? Existem grupos que chegam ao extremo de se acharem os únicos escolhidos!

Estar em um patamar acima pode trazer conseqüências ruins, cito duas principais que são o orgulho e a solidão. Orgulho, pois se estamos acima podemos nos julgar melhores e não servos. Acabamos desejando que os outros nos sirvam e esquecemos de Jesus em Matheus 20:26 dizendo: "entre vocês o maior será aquele que serve". Solidão pois quem está em um patamar acima tem problemas ao relacionar com outros, pois assume uma posição de quem tem muito a ensinar e pouco a aprender. Todo o relacionamento seja individual (entre irmãos), ou coletivo (entre congregações), é via de mão dupla.

Jesus falou muito sobre humildade; não vou citar suas palavras, mas a sua pessoa nas palavras de Paulo: "Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até a morte e morte de cruz." Fp.2:5-8.

De fato Jesus estava em patamares muito superiores ao nosso, e ainda está; Ele É Deus! Se você está degraus acima lembre-se da exortação de Paulo e tenha o mesmo sentimento que houve em Jesus: desça e sirva.

Comentários

As mais lidas dos últimos 30 dias

MARCA DE AMOR

Eu saí da reunião mais cedo. Estava previsto até o meio-dia e ainda eram onze horas. Beleza, eu tinha uma hora para flautear. Sai no estacionamento de terra. Que porra esse pessoal não asfalta essa merda? Vai sujar meus sapatos. Antes de chegar ao carro percebi o flanelinha se aproximando para pedir dinheiro. Parar no barro e ainda pagar para estacionar.
-    E aí, patrão? - disse o flanelinha com um sorriso no rosto.

Não respondi. Entrei no carro e bati a porta. Ele se aproximou e deu umas batidinhas no vidro ao meu lado. Liguei a ignição, abri o vidro e olhei para ele. Tudo que eu queria era ir embora e garantir que na próxima vez que parasse meu carro ali ele não seria riscado. Sem desembolsar nada, lógico.
-    Tem um trocado aí, patrão? - pediu ele.
-    Para que trocado? - perguntei esperando a resposta padrão: para o almoço.
-    Pra pinga - respondeu ele.

Fiquei olhando a cara do sujeito por alguns segundos antes de ser capaz de dizer alguma coisa. “Taí algo que não se ouve …

Amigos

Há alguns anos ouvi uma mensagem que eu poderia resumir como: a Igreja já está cheia de irmãos, o que ela precisa é estar cheia de amigos. Por mais estranho que pareça, essa mensagem era dedicada a um grupo cristão que se reunia nas casas e tinha como orgulho a união alcançada por meio de uma prática cristã simples, que não se importava com ritos e sim com pessoas. Não sei quantos naquele dia foram alcançados pela mensagem. Talvez a maioria nutrisse uma certeza interior que aquilo já estava resolvido no meio do grupo, tão unido.

A amizade pode nascer de várias formas. Quando criança, brincamos com nossos vizinhos e fazemos amigos facilmente. Alguns desses entram conosco na adolescência, mais tarde, interesses em comum nos levam a estabelecer novas amizades. É comum na juventude acreditarmos que os amigos irão nos acompanhar por toda a vida (bom que algumas vezes é verdade!). Há as amizades que iniciam na escola, no trabalho e, também, dentro de um contexto religioso. É natural que al…

Igreja, o corpo de Cristo

O CORPO DE CRISTO A estrutura das igrejas locais relatadas no Novo Testamento se assemelha muito mais a uma família do que uma organização religiosa. As reuniões eram mais voltadas a uma vida em comum do que cumprir metas, mesmo se pensarmos em metas “espirituais” como evangelismo, libertação e crescimento cristão. Os irmãos normalmente faziam parte de um lar específico e ali compartilhavam suas vidas e buscavam ao Pai como um corpo.

“Saudai a Priscila e a Áqüila, [...]. Saudai também a igreja que está em sua casa.” Rm.16:3;5

“E à nossa amada Afia, e a Arquipo, nosso camarada, e à igreja que está em tua casa” Fp.1:2

“Saúda-vos Gaio, meu hospedeiro, e de toda a igreja.” Rm.16:23

“As igrejas da Ásia vos saúdam. Saúdam-vos afetuosamente no Senhor Áqüila e Priscila, com a igreja que está em sua casa” ICo.16:19

“E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,” At. 2:46

“E era um o coração e a alma da multidão dos q…