Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

Flyer: Amor não é soberbo

Clique na figura para ampliar

Ver todos os flyers

Ler mais sobre o tema

O que é Igreja?

"Agora já não há judeu nem grego, nem escravo nem livre, nem homem nem mulher, pois todos são um em Cristo Jesus" Gal.3:28

Assim surgiu a comunidade cristã, sem distinção de classes, hieraquias ou castas, em uma sociedade totalmente hierarquizada, onde ainda era aceita a escravidão. Já imaginaram um escravo orando por um soldado romano? Ou quem sabe esse mesmo escravo compartilhando a palavra ou pastoreando uma congregação? Impossível? Não de acordo com Paulo.

Esse relacionamento entre os que seguiam a doutrina de Jesus foi chamado de koinonia, palavra grega que significa comunhão ou em linguagem secular: ter tudo em comum. De fato a sociedade da época foi impactada pois entre os discípulos "não haviam necessitados" e os que viviam para Cristo tinham "tudo em comum", citando parte do livro Atos dos Apóstolos. Muitos se ajuntaram a igreja apenas pelo testemunho de amor entre os discípulos, cumprindo o que Jesus disse em sua oração: seríamos conhecidos pelo a…

Igreja emergente

Uma amiga que congrega conosco pediu minha opinião sobre igrejas emergentes e 10 motivos para se reunir em uma delas para um trabalho de faculdade. O texto deveria ser curto e confesso que apesar de nos reunirmos em uma igreja nos lares e ser considerados por muitos como uma comunidade emergente, nunca tinha pensado nesse assunto. Descobri que nunca me considerei parte de uma igreja emergente; sempre penso em ser parte da igreja, só e ponto. Sem sobrenomes, rótulos, títulos, expectativas, mas simplesmente viver o evangelho. De toda forma escrevi o seguinte:

"Dar minha opinião sobre a igreja emergente é tão complexo como tentar definir o que é uma igreja emergente. Dentro desse contexto vejo claramente comunidades que tendo em vista alcançar pessoas da geração pós-moderna mudam apenas a forma de se reunirem, agregando em seus cultos elementos atraentes às novas gerações como músicas, grafites, sofás, etc... criando um ambiente informal. Quando a mudança ocorre apenas na maquiagem, …

Flyer: Amor não é leviano

Clique na figura para ampliar

Ver todos os flyers

Ler mais sobre o tema

Massificação e cristianismo

Com a tecnologia ganhamos formas de comunicação que antes eram inimagináveis. Lembro que na década de 80 minha mãe aderiu a um plano de expansão da Telesp para uma linha telefônica parcelada em anos. Se alguém me dissesse que teríamos telefones nas cinturas e bolsas eu nunca acreditaria. Para qualquer informação temos disponível a internet, com seu guru, o Google, que nos traz em instantes respostas "fast-food" a nossas dúvidas; sem esforço, sem exercitar os neurônios.

O ganho em comunicação facilitou outro fenômeno: a massificação. A mídia aponta a moda, o comportamento, o que aceitaremos como normal na sociedade, qual o próximo presente de nossos filhos, nossos próximos governantes. Como a igreja é formada de homens, logo a massificação foi adotada como forma de "salvar a muitos". Hoje existem métodos infalíveis para ganhar almas, onde apostilas, carnês, encontros, shows e etc., colocam o Espírito Santo como expectador, mas convencem a muitos que ser cristão está …

Flyer: Amor não é invejoso

Clique na figura para ampliar

Ver todos os flyers

Ler mais sobre o tema

Se fosse hoje: Lc.18:9-14

Mais um da série: Se fosse hoje!

Sabemos que a bíblia, mesmo sendo um conjunto de livros antigos, tem um conteúdo que permanece por gerações. Histórias contadas a milhares de anos, em uma cultura diferente da nossa podem mudar vidas, pois tratam de verdades universais e eternas. Mas, e se os escritores escrevessem hoje, levando em conta nossa realidade e cultura, como seriam essas histórias?

Aproximadamente 1974 anos atrás Jesus contou essa estória:
"E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: O Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo. O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no pei…

Flyer: Amor é bondoso

Clique na figura para ampliar

Ver todos os flyers

Leia mais sobre o tema

O amor

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é p…

Flyer: Amor é sofredor

Clique na figura para ampliar

Ver todos os flyers

Leia mais sobre o tema.

Deus existe? Então prove!

Já participei de uma comunidade ateísta no Orkut. Mesmo sendo cristão convicto ganhei o status de moderador após participar de uma pequena competição de conhecimento científico e teológico. Quando participava ativamente a frase que mais ouvia dos meus amigos ateísta era: “Deus existe? Então prove! O ônus da prova é incumbido àquele que afirma.” Minha resposta não poderia ser outra: “Aqueles que afirmam que Deus não existe podem provar? Afinal, quando se afirma deve-se apresentar a prova da afirmação.” Ninguém nunca provou nada, mas nos divertimos um bocado.

Fato é que Deus não quer provar a sua existência. Se Ele assim desejasse iria aparecer ao mesmo tempo a todos no planeta e dizer com voz de trovão:“Eu sou Deus, eu enviei Jesus e agora todos devem se prostrar diante dele, reconhecendo-o como Rei dos reis.” Aqueles que não se ajoelhassem seriam obrigados por Deus e voilà, estaria provado e comprovado sem sombra de dúvidas. De quebra todos estariam “convertidos” ou, no mínimo, coagido…

Ídolos que falam!

É interessante observar como a comunidade evangélica, de forma ferrenha se opõe aos católicos pelo fato da "adoração a ídolos". A grosso modo um ídolo católico é uma estátua de algum santo da antiguidade que de alguma forma se destacou pela sua fé. Os irmãos crêem que esses santos de antigamente podem de alguma forma ajudá-los e interceder por eles junto ao Pai. O problema é que na palavra somos esclarecidos sobre quem tem esse papel de intercessor: "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo." I Jo.2:1


A maioria desses homens e mulheres reverenciados tiveram uma vida notável em seu tempo. Amaram a Deus, serviram ao próximo, viveram um vida digna de serem exemplos para nós. Entretanto não poderão interceder diante do Pai, pois estão aguardando a ressureição, quando nos juntaremos a eles para o banquete com Jesus. Essa oposição dos evangélicos é compreensível, afinal muit…